História e Arqueologia Notícias

Arqueólogos descobrem o mosteiro budista mais antigo liderado por uma mulher

Arqueólogos do estado indiano de Bihar descobriram o que se acredita ser um mosteiro budista Mahayana dos séculos 11 a 12 para mulheres monásticas. A mulher que se acredita que era a abade do mosteiro chamava-se Vijayashree Bhadra. É o primeiro mosteiro budista encontrado liderado por uma monja. O mosteiro fundado há cerca de 1000 anos terá sido um importante centro para o budismo Mahayana.

Vijayashree Bhadra terá recebido o apoio da rainha Pala Mallika Devi. Na área foram descobertas muitos braceletes de metal, algo não encontrado na maioria dos mosteiros, e mais evidências de que a instituição era totalmente ou principalmente usada para treinar mulheres. Uma viga estrutural na entrada do salão principal de meditação representa os bodhisattvas Manjushri e Avalokiteshvara.

O antigo mosteiro também se destaca por ser o primeiro encontrado no topo de uma colina na região do Vale Gangético, longe de povoados próximos. Localiza-se numa área conhecida hoje como Lal Pahari no distrito de Lakhisarai, cerca de 40 quilômetros a nordeste de Rajgir, lar da Universidade de Nalanda e do Pico do Abutre, cenário de muitos discursos budistas Mahayana. A 70 quilómetros situa-se Bodhgaya, o local do despertar do Buda.

A descoberta foi feita sob a direção do Dr. Anil Kumar da Visva Bharati University durante uma colaboração conjunta com a Bihar Heritage Development Society. Os arqueólogos têm escavado o local desde 2017, mas esta é uma descoberta recente.

De acordo com Kumar, o monge erudito chinês Xuanzang (602–664) escreveu sobre a área e relatou que existiam vários mosteiros e que Buda teria supostamente permanecido na área durante a sua vida. A área foi um importante centro religioso e administrativo durante o Império Pala, que governou do século 8 ao 12 a região Gangética do norte da Índia e partes do atual Bangladesh, Nepal  e Paquistão. Este foi um período de grande florescimento para o comércio e a cultura da região, bem como para o budismo em particular. Os líderes do império apoiavam instituições budistas e, segundo os investigadores, enviaram missionários para propagar a religião no Tibete.

O budismo Mahayana surgiu e foi crescendo gradualmente na Índia há cerca de 2000 anos, tendo tornado-se a religião dominante na Ásia Central e Oriental a partir do século 9, e tendo mais tarde entrado em declínio em algumas dessas áreas.

O governo do estado de Bihar estabeleceu um plano para preservar o mosteiro, que inclui o acrescento de uma grande estrutura de telhado sobre o local e um caminho bem demarcado para que os visitantes possam encontrar e observar as ruínas sem as danificar.

Referências: Buddhistdoor, Times of India, Smithsonian mag.

Veja também:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: