Imagens e Fotografia

Começou a primavera, as Sakuras florescem e nos lembram da impermanência

Publicado em Atualizado em

Em 2018 o Equinócio da Primavera ocorre no dia de hoje às 16h15min no Hemisfério Norte1, precisamente a hora em que este post foi publicado. Este instante marca o início da Primavera. No Hemisfério Sul, o Equinócio de Primavera acontece em Setembro.

Sakura1

A chegada da primavera é um evento tradicionalmente celebrado em todo o mundo, pois marca o fim do inverno, normalmente associado ao “mau tempo”, desconforto e época de escassez. Além disso, assinala o momento em que a natureza começa a “renascer” e, celebrasse a maior abundância que tradicionalmente advém dessa época.

No Japão, o inicio da Primavera marca também o inicio da floração da Sakura, a flor de cerejeira japonesa. A Sakura é um símbolo nacional japonês e tem sido um tema popular de poemas japoneses, arte, música e escrita desde a antiguidade.

A Sakura remete para Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Lugares Sagrados: Os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem Espiritual | Parte 3 de 3

Imagem Publicado em Atualizado em

Continuação do artigo com os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem espiritual. Se ainda não viu, veja a PARTE 1: Nepal, Índia, Butão e Tibete (inclui uma introdução ao artigo) e a PARTE 2: Sri Lanka, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia 


PARTE 3
China, Taiwan, Coreia do Sul e Japão


.: China :.

Luoyang

Luoyang é uma cidade da província de Henan. É um dos berços da civilização chinesa e uma das quatro grandes capitais antigas da China. Foi na área de Luoyang que foi construído o primeiro templo budista da china e outros importantes monumentos.

Templo do Cavalo Branco

Dois monges vindos da Índia, chegaram à China com escrituras budistas no dorso de dois cavalos brancos. Em homenagem aos monges e aos cavalos, o templo foi construído no ano 68 da Era Comum. Embora pequeno em comparação com outros templos chineses, é considerado de grande importância por ser o “berço do budismo chinês”, foi o primeiro templo budista construído na China.

Foi também a partir deste templo que séculos mais tarde, Xuanzang, inspirado pelo monge viajante Faxian, partiu para a Índia numa peregrinação que durou cerca de 16 ou 17 anos. Xuanzang traduziu muitas escrituras que trouxe da Índia.

Adjacente ao Templo do Cavalo Branco também existem outros templos que remetem a outras tradições do budismo.

白马寺 / White Horse Temple

Leia o resto deste artigo »

Lugares Sagrados: Os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem Espiritual | Parte 1 de 3

Imagem Publicado em Atualizado em

INTRODUÇÃO

Existem diversos motivos que leva alguém a fazer um peregrinação budista. Pode ser simplesmente para visitar locais históricos, conhecer a história do budismo e desses locais, apreciar a magnificência dos monumentos, etc. Mas essencialmente, uma peregrinação é uma oportunidade de aprofundamento da prática.

Nas palavras de Narada Mahathera: “Os Budistas não adoram imagens esperando favores espirituais ou terrenos, mas prestam reverência ao que elas representam. Um Budista consciente, oferecendo incenso e flores a uma imagem, se faz sentir expressamente a si mesmo na presença de Buddha em vida, e assim, ganha inspiração da sua personalidade nobre e respira profundamente da sua compaixão ilimitada. Tenta seguir o nobre exemplo de Buddha.”

Como é sabido, imagens e símbolos têm uma influência psicológica em nós, dessa forma, numa peregrinação se estabelece uma conexão emocional com o Buda e os seus ensinamentos, a peregrinação motiva e inspira o praticante. É um momento para ampliar certas qualidades mentais e progredir no Caminho.

Os locais onde é comum as peregrinações budistas são vários. Os 4 principais são: Lumbini (no Nepal), Bodhgaya, Sarnath e kushinagar (na Índia). Adicionalmente existem mais outros locais importantes, tais como: Rajgir, Shravasti e Nalanda, também na Índia. Esses são alguns dos locais onde Buda esteve e que estão relacionados com eventos importantes da sua história. Além desses locais conectados à vida de Buda, existem vários outros que se tornaram importantes quer pela sua história como por sua beleza arquitectónica e importância actual.

Neste artigo dividido em 3 partes, fique a conhecer uma ampla variedade de locais sagrados do budismo e a sua história e impacto nas sociedades. Na Parte 1 é explorado o: Nepal, Índia, Butão e Tibete; na Parte 2: Sri Lanka, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia; na Parte 3: China, Taiwan, Correia do Sul e Japão.

“Ananda, há quatro lugares que ao serem vistos despertarão um senso de urgência e emoção nos devotos. Quais quatro? ‘Aqui o Tathagata nasceu’, é o primeiro. ‘Aqui o Tathagata realizou a perfeita iluminação’, é o segundo. ‘Aqui o Tathagata colocou em movimento a insuperável roda do Dhamma’, é o terceiro. ‘Aqui o Tathagata realizou o parinibbana’, esse é o quarto.”
– Buda, Mahaparinibbana Sutta (DN 16)


PARTE 1
Nepal, Índia, Butão e Tibete


Leia o resto deste artigo »

China irá ter a sua própria universidade Nalanda

Publicado em Atualizado em

Nalanda, na Índia, foi a primeira universidade residencial no mundo. Nessa universidade de origem budista, para além dos estudos budistas e de filosofia, também era ensinado ciência, astronomia, medicina, lógica, yoga, vedas, etc. Teve no seu apogeu mais de 10000 alunos e 2000 professores. Hoje, o que restam são ruínas, mas na Índia está em marcha um projecto para a construção de uma grande universidade internacional inspirada em Nalanda, tem sido no entanto um projecto de avanços e recuos e que vai seguindo muito lentamente. No Grande Salão Real do Budismo, Japão também está em andamento um centro de estudos inspirado em Nalanda.

São várias as universidades budistas ao redor do mundo, principalmente na Ásia, umas de menor dimensão, outras de maior dimensão. Actualmente, na China, está também em andamento um projecto para a construção de uma grande universidade inspirada em Nalanda, a Nanhai Buddhism Academy, na província de Hainan. Existe um interesse renovado na China pelo budismo, e este é mais um exemplo.

Universidade Budista, China
O campus foi projectado por Yao Renxi, arquitecto internacionalmente renomeado. Abrange Leia o resto deste artigo »

[Fotos] Templos budistas construídos com garrafas recicladas

Publicado em Atualizado em

Dois templos budistas, Wat Pa Maha Chedi Kaew na Tailândia e Wat Charok Padang na Malásia, são construídos inteiramente com garrafas de vidro, e devido às suas características estéticas únicas, tornaram-se destinos turísticos populares, bem como exemplos de reciclagem de resíduos.

1. Wat Pa Maha Chedi Kaew | Tailândia

Wat-Pa-Maha-Chedi-Kaew

Wat Pa Maha Chedi Kaew (também conhecido como Wat Lan Kuad – o Templo de um milhão de garrafas), está localizado na província de Sisaket, no nordeste da Tailândia, perto da fronteira com o Camboja. É o primeiro templo budista que usa garrafas de vidro como o seu principal material de construção.

Os monges de Wat Pa Maha Chedi Kaew começaram a coleccionar garrafas de cerveja em 1984 e, no Leia o resto deste artigo »

[Fotos] A beleza arquitectónica de Stupas e Pagodes

Imagem Publicado em Atualizado em

Dhammayazika Pagoda

Originárias da Índia, Stupas são monumentos que podem conter relíquias de Buda, dos seus discípulos, de mestres posteriores ou de objectos considerados sagrados ou importantes. Servem também para comemorar acontecimentos ligados ao budismo ou simbolizarem aspectos da doutrina budista.
Os Pagodes são uma evolução das Stupas. Para conhecer melhor a história e significado das Stupas e Pagodes, consulte os links no final deste artigo.

Confira aqui algumas das mais belas e importantes Stupas/Pagodes dos países asiáticos. Leia o resto deste artigo »

Super-heróis, anime e astronomia, marcam presença em templos budistas

Publicado em Atualizado em

Fique a conhecer aqui 3 templos peculiares. No Templo Branco estão super-heróis pintados, no Templo Ryohoji as personagens anime se destacam, no Templo Shouganji o planetário é a atracção.

1. Wat Rong Khun | White Temple | Templo Branco

Localizado na Tailândia, Wat Rong Khun é mais conhecido pelos ocidentais como Templo Branco. Foi projectado pelo artista tailandês Chalermchai Kositpipat em 1997. A incrível beleza das suas decorações e esculturas atrai budistas, fotógrafos e viajantes de todo o mundo.

Pinturas de super-heróis no interior do templo Leia o resto deste artigo »