Vajrayana (Tibetano)

Orgulho e arrogância no Caminho

Publicado em Atualizado em

«Se nossa prática não diminui o auto-apego, ou talvez até aumente, então não importa o quanto somos austeros e determinados, não importa quantas horas por dia nos devotamos a aprender, refletir e meditar, nossa prática espiritual é em vão.

Um derivado próximo do auto-apego é o sentimento de auto-importância. Tal arrogância ou orgulho é uma armadilha bem perigosa para pessoas praticando o Dharma. Especialmente no Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Materialismo Espiritual, um perigo à espreita

Publicado em Atualizado em

“O percurso correto do caminho espiritual é um processo muito sutil e não alguma coisa a que possamos atirar-nos ingenuamente. Existem numerosos desvios que levam a uma distorção egocentrada da espiritualidade.”

espiritualidade

Trecho da Introdução do livro “Além do Materialismo Espiritual” de Chögyam Trungpa. Editora: Cultrix.

O percurso correto do caminho espiritual é um processo muito sutil e não alguma coisa a que possamos atirar-nos ingenuamente. Existem numerosos desvios que levam a uma distorção egocentrada da espiritualidade; podemos iludir-nos imaginando que estamos nos desenvolvendo espiritualmente quando, na verdade, não fazemos senão fortalecer nosso egocentrismo por meio de técnicas espirituais. A essa distorção básica pode dar-se o nome de materialismo espiritual.

(…) De acordo com a tradição budista, o caminho espiritual é o Leia o resto deste artigo »

A Realidade da Realidade | Tsering Paldron

Publicado em Atualizado em

“Ao trabalharmos sobre as ideias que temos sobre as coisas, modificamos completamente a nossa experiência do mundo e a nossa realidade.” – Tsering Paldron

Budismo e Realidade

O texto que se segue é a transcrição de 2 vídeos de uma palestra de Tsering Paldron. Confira no final do post os vídeos originais.

O mundo que nós vemos, que cada um de nós experiencia, não é o mundo como ele é. É o nosso mundo; e esse nosso mundo é feito de ideias, de pensamentos, de conceitos, etc.

Já tiveram se calhar aquela experiência, ou já ouviram uma partida que se faz às vezes às pessoas quando alguém não gosta por exemplo de carne de coelho e dão-lhe para comer dizendo que é outra coisa e a pessoa come e delicia-se. Depois dizemos “olha acabaste de comer carne de coelho” e a pessoa automaticamente diz logo “ai que porcaria!”

Imaginem, eu por exemplo dou a provar a alguém uma série de petiscos e peço à pessoa para dizer qual Leia o resto deste artigo »

Aparência e Realidade | Dalai Lama

Publicado em Atualizado em

“Se as coisas aparecem como algo lindo, então como consideramos isso como algo existindo objetivamente, independentemente, sentimos apego. Quando as coisas aparecem como algo negativo, também objetivamente, ou seja que o negativo está ali, desenvolvemos raiva, ódio e todas essas coisas.” – Dalai Lama

Budismo, Aparência e Realidade

O texto que se segue é a transcrição de uma palestra do Dalai Lama. Confira no final do post o vídeo do Youtube com a palestra original.

Todas as coisas externas, assim como as nossas experiências internas, tudo aparece como se existissem por si mesmas. Nunca nos aparecem como uma simples designação, as coisas aparecem como algo que existe independentemente. Essas são as aparências. Se essas experiências são verdadeiras, a realidade de que existem independentemente, então devemos investigar,  Leia o resto deste artigo »

Sabia que: Existe uma forte tradição budista em 3 Repúblicas da Rússia?

Publicado em Atualizado em

Ainda que pouco conhecida, existe uma forte tradição budista em 3 Repúblicas da Federação Russa: Buriácia, Tuva e Calmúquia.

Budismo na Rússia
Burkhan Bakshin Altan Sume | Foto de: Wikimedia, user JialiangGao – CC BY-SA 3.0

Buriácia e Tuva geograficamente situam-se na Ásia, no sul da Sibéria. Calmúquia situa-se na Europa, sendo a única região na Europa onde o Budismo é a religião mais praticada.

A primeira evidencia do Budismo no território russo remonta ao Século 8, mas foi só a partir do Século 17 que o Budismo se começou firmemente a estabelecer.

A principal escola budista na Rússia é a Gelukpa do Budismo Tibetano. A tradição tibetana espalhou-se para a Mongólia e da Mongólia para a Rússia.

Como todas as outras religiões, o budismo sofreu muito quando os Leia o resto deste artigo »

Conhecendo a sua mente natural | Mingyur Rinpoche

Publicado em Atualizado em

Trecho do livro “Alegria de Viver” de Yongey Mingyur Rinpoche

Budismo e a Mente

Se um tesouro inesgotável fosse enterrado no chão embaixo da casa de um homem pobre, o homem não saberia disso e o tesouro não lhe diria: “Eu estou aqui!”
— Maitreya, The Mahayana Uttaratantra Shastra, traduzido para o inglês por Rosemarie Fuchs

Muitas vezes, o Buda comparava a mente natural à água, que, em sua essência, é sempre pura e transparente. Lama, sedimentos e outras impurezas podem temporariamente obscurecer ou poluir a água, mas podemos Leia o resto deste artigo »

As 3 Preciosas Pílulas | Tenzin Wangyal Rinpoche

Publicado em Atualizado em

Transcrição:

Esta é uma prática muito simples, pode ser muito útil para todos, eu a chamo de Três Preciosas Pílulas. A Pílula Branca, a Pílula Vermelha e a Pílula Azul.

A razão pela qual eu as chamo de pílulas, é porque no ocidente se toma muitas pílulas. Há pílulas para tudo.

A Pílula Branca é relativa ao Corpo.
A Pílula Vermelha é relativa à Fala.
A Pílula Azul é relativa à Mente.

Quando tomar estas pílulas?

[Pílula Branca | Corpo – Quietude]

Por exemplo, em muitos momentos da nossa vida, se você prestar bastante atenção em si mesmo, você está sofrendo, sem se dar conta. Por exemplo, como se fosse Leia o resto deste artigo »

A Mente como o Espaço | Mingyur Rinpoche

Vídeo Publicado em Atualizado em

Transcrição:

A consciência é como o espaço, não pode ser poluída pelas nuvens, você não pode obscurecer o espaço, as nuvens, a terra, o sistema solar, as galáxias você não pode cortar o espaço, você não pode queimar o espaço, o espaço é sempre puro e claro, sempre está lá.

A natureza do espaço é sempre pura e limpa. A consciência é assim. E desta maneira, você automaticamente elimina o sofrimento. Por quê?

Porque normalmente, a nossa mente depende totalmente das coisas materiais externas: Forma, som, cheiro, sabor, sensação; Leia o resto deste artigo »