Património e Arquitectura

Sabia que: O templo budista Senso-ji, em Tóquio, é um dos templos mais visitados do mundo?

Publicado em Atualizado em

Sensō-ji situa-se no bairro Asakusa, na Região Metropolitana de Tóquio.

Templo Budista, Tóquio
Hozomon (Portão da Casa do Tesouro)

Segundo as pesquisas e dados recolhidos pela prestigiada revista Travel+Leisure em 2012, Sensō-ji juntamente com o Santuário Meiji, aparecem no topo como os locais sagrados mais visitados do mundo, com 30 milhões de visitantes anualmente. Segundo uma outra pesquisa de 2014, está entre as 10 atrações turísticas mais visitadas.

O Templo Sensō-ji, também chamado de Templo Asakusa, beneficia-se por Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Google Arts & Culture permite a exploração de antigos locais budistas em risco

Publicado em Atualizado em

A CyArk, uma organização sem fins lucrativos sediada nos EUA e focada na catalogação e preservação de sítios património mundial em bases de dados 3D, fez uma parceria com o Google Arts & Culture para permitir que o público possa aceder à sua extensa coleção.

O projeto Open Heritage, da Google Arts & Culture, publicou modelos 3D de 26 locais históricos pertencentes a 18 países, incluindo antigos templos budistas de Bagan, em Mianmar, e 3 templos de Ayutthaya, na Tailândia.

Alguns desses locais são monumento de antigas civilizações há muito desaparecidas, enquanto Leia o resto deste artigo »

Qual o futuro de Bodhgaya?

Publicado em Atualizado em

Através deste artigo fique a conhecer o estado atual de Bodhgaya e o que poderá ser o seu futuro. Inclui uma entrevista exclusiva ao arquiteto Sidharth Kumar, o idealizador de um mega projeto que visa transformar Bodhgaya num destino de peregrinação budista de classe mundial. 

Bodhgaya Smart City
Bodhgaya Green City Project / Sidharth Associate

Situada no norte da Índia, Bodhgaya é o local mais importante para os budista. Foi em Bodhgaya que Siddhartha Gautama atingiu a iluminação e se tornou num Buda. Bodhgaya faz parte de um circuito de peregrinação budista que engloba outros importantes locais.

O Templo Mahabodhi assinala o local onde o Buda se sentou em meditação e atingiu a iluminação, é Património Mundial da UNESCO. A cidade é um centro multicultural, possui templos construídos pelas instituições budistas de vários países e recebe visitantes de todos os cantos do mundo.

Mas Infelizmente Bodhgaya tem sido negligenciada durante anos. Apesar da sua história e dos templos que dignificam Bodhgaya, os problemas da cidade Leia o resto deste artigo »

Tecnologia de Realidade Mista no Templo Zen mais antigo de Kyoto

Publicado em Atualizado em

Em parceria com o Museu Nacional de Kyoto, o hakuhodo-VRAR’s “MR Museum in Kyoto”, proporciona uma experiência de realidade mista aos visitantes do templo Kennin-ji. A experiência é conseguida através dos “óculos” HoloLens da Microsoft (computadores com tecnologia holográfica).

Através dos óculos, os visitantes têm uma experiência única ao apreciarem a obra de Tawaraya Sotatsu, pintada há mais de 400 anos. A tecnologia ajuda os visitantes do templo a entenderem melhor a visão de Sotatsu. Um monge holográfico orienta as pessoas enquanto surgem descrições e renderizações 3D.

O resultado é uma Leia o resto deste artigo »

O Templo mais importante do Tibete é atingido por um incêndio

Publicado em Atualizado em

Olharbudista-news-noticias_O templo Jokhang, em Lhassa, é um dos locais mais sagrados do budismo tibetano, no passado sábado foi atingido por um incêndio.

O fogo deflagrou quando os tibetanos celebravam o “Losar”, o seu Ano Novo, no mesmo dia do Ano Novo Chinês.

O incêndio foi rapidamente dominado e não há registo de feridos, mas desconhece-se ainda a extensão dos danos, noticiou a agência France Press.

O mosteiro, do século VII, situa-se no coração de Lhassa, é classificada como Património da Humanidade pela UNESCO.

Leia o resto deste artigo »

Festival Budista estabelece recorde mundial com um cântico global para a paz

Publicado em Atualizado em

Olharbudista-news-noticias_Monges de várias escolas lideraram um canto global no primeiro Festival do Património Budista de Amaravati.

O primeiro Festival do Património Budista de Amaravati foi realizado no estado indiano do sudeste de Andhra Pradesh, de 3 a 5 de Fevereiro. A cerimónia de abertura começou com um canto colectivo para a paz mundial e harmonia por mais de mil monges representando as escolas Theravada, Mahayana e Vajrayana, com mais de 45 mil pessoas de todo o mundo participando pela Internet, estabelecendo assim um recorde mundial para o maior cântico global.

Mais de 4 milhões de pessoas seguiram online o evento de três dias e milhares de visitantes participaram pessoalmente para experimentarem uma ampla variedade da cultura budista, culinária e artesanato.

O festival, organizado pela Leia o resto deste artigo »

Lugares Sagrados: Os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem Espiritual | Parte 3 de 3

Imagem Publicado em Atualizado em

Continuação do artigo com os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem espiritual. Se ainda não viu, veja a PARTE 1: Nepal, Índia, Butão e Tibete (inclui uma introdução ao artigo) e a PARTE 2: Sri Lanka, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia 


PARTE 3
China, Taiwan, Coreia do Sul e Japão


.: China :.

Luoyang

Luoyang é uma cidade da província de Henan. É um dos berços da civilização chinesa e uma das quatro grandes capitais antigas da China. Foi na área de Luoyang que foi construído o primeiro templo budista da china e outros importantes monumentos.

Templo do Cavalo Branco

Dois monges vindos da Índia, chegaram à China com escrituras budistas no dorso de dois cavalos brancos. Em homenagem aos monges e aos cavalos, o templo foi construído no ano 68 da Era Comum. Embora pequeno em comparação com outros templos chineses, é considerado de grande importância por ser o “berço do budismo chinês”, foi o primeiro templo budista construído na China.

Foi também a partir deste templo que séculos mais tarde, Xuanzang, inspirado pelo monge viajante Faxian, partiu para a Índia numa peregrinação que durou cerca de 16 ou 17 anos. Xuanzang traduziu muitas escrituras que trouxe da Índia.

Adjacente ao Templo do Cavalo Branco também existem outros templos que remetem a outras tradições do budismo.

白马寺 / White Horse Temple

Leia o resto deste artigo »

Lugares Sagrados: Os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem Espiritual | Parte 1 de 3

Imagem Publicado em Atualizado em

INTRODUÇÃO

Existem diversos motivos que leva alguém a fazer um peregrinação budista. Pode ser simplesmente para visitar locais históricos, conhecer a história do budismo e desses locais, apreciar a magnificência dos monumentos, etc. Mas essencialmente, uma peregrinação é uma oportunidade de aprofundamento da prática.

Nas palavras de Narada Mahathera: “Os Budistas não adoram imagens esperando favores espirituais ou terrenos, mas prestam reverência ao que elas representam. Um Budista consciente, oferecendo incenso e flores a uma imagem, se faz sentir expressamente a si mesmo na presença de Buddha em vida, e assim, ganha inspiração da sua personalidade nobre e respira profundamente da sua compaixão ilimitada. Tenta seguir o nobre exemplo de Buddha.”

Como é sabido, imagens e símbolos têm uma influência psicológica em nós, dessa forma, numa peregrinação se estabelece uma conexão emocional com o Buda e os seus ensinamentos, a peregrinação motiva e inspira o praticante. É um momento para ampliar certas qualidades mentais e progredir no Caminho.

Os locais onde é comum as peregrinações budistas são vários. Os 4 principais são: Lumbini (no Nepal), Bodhgaya, Sarnath e kushinagar (na Índia). Adicionalmente existem mais outros locais importantes, tais como: Rajgir, Shravasti e Nalanda, também na Índia. Esses são alguns dos locais onde Buda esteve e que estão relacionados com eventos importantes da sua história. Além desses locais conectados à vida de Buda, existem vários outros que se tornaram importantes quer pela sua história como por sua beleza arquitectónica e importância actual.

Neste artigo dividido em 3 partes, fique a conhecer uma ampla variedade de locais sagrados do budismo e a sua história e impacto nas sociedades. Na Parte 1 é explorado o: Nepal, Índia, Butão e Tibete; na Parte 2: Sri Lanka, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia; na Parte 3: China, Taiwan, Correia do Sul e Japão.

“Ananda, há quatro lugares que ao serem vistos despertarão um senso de urgência e emoção nos devotos. Quais quatro? ‘Aqui o Tathagata nasceu’, é o primeiro. ‘Aqui o Tathagata realizou a perfeita iluminação’, é o segundo. ‘Aqui o Tathagata colocou em movimento a insuperável roda do Dhamma’, é o terceiro. ‘Aqui o Tathagata realizou o parinibbana’, esse é o quarto.”
– Buda, Mahaparinibbana Sutta (DN 16)


PARTE 1
Nepal, Índia, Butão e Tibete


Leia o resto deste artigo »