Lugares Sagrados: Os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem Espiritual | Parte 3 de 3

Imagem Publicado em Atualizado em

Continuação do artigo com os melhores locais para uma Peregrinação Budista ou Viagem espiritual. Se ainda não viu, veja a PARTE 1: Nepal, Índia, Butão e Tibete (inclui uma introdução ao artigo) e a PARTE 2: Sri Lanka, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia 


PARTE 3
China, Taiwan, Coreia do Sul e Japão


.: China :.

Luoyang

Luoyang é uma cidade da província de Henan. É um dos berços da civilização chinesa e uma das quatro grandes capitais antigas da China. Foi na área de Luoyang que foi construído o primeiro templo budista da china e outros importantes monumentos.

Templo do Cavalo Branco

Dois monges vindos da Índia, chegaram à China com escrituras budistas no dorso de dois cavalos brancos. Em homenagem aos monges e aos cavalos, o templo foi construído no ano 68 da Era Comum. Embora pequeno em comparação com outros templos chineses, é considerado de grande importância por ser o “berço do budismo chinês”, foi o primeiro templo budista construído na China.

Foi também a partir deste templo que séculos mais tarde, Xuanzang, inspirado pelo monge viajante Faxian, partiu para a Índia numa peregrinação que durou cerca de 16 ou 17 anos. Xuanzang traduziu muitas escrituras que trouxe da Índia.

Adjacente ao Templo do Cavalo Branco também existem outros templos que remetem a outras tradições do budismo.

白马寺 / White Horse Temple

White Horse Temple, Luoyang

White Horse Temple

White Horse Buddhist Temple

white horse temple 3

Luoyang Myanmar Temple

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

Grutas de Longmen

Cerda de 2 345 grutas se estendem por 1 km num ambiente cénico natural junto ao rio, possuem mais de 100 000 estátuas entre os 25 mm e os 17 m de altura, contêm cerca de 2 500 estelas e inscrições, mais de 60 pagodes. As grutas foram escavadas e esculpidas durante o período de 493 a 1127 dC em 4 fases distintas.

As Grutas de Longmen são alguns dos melhores exemplos da arte budista chinesa. Além do valor religioso, as grutas também têm valor histórico, pois retratam a sociedade da época, a sua política, economia e cultura, formando um grande museu de esculturas em pedra. As grutas são Património Mundial da UNESCO.

longmen caves

china_longmencaves_008

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

Templo Shaolin

Localizado em Dengfeng, que pertence ao município Zhengzhou da província de Henan, é o berço do Budismo Chan (Zen), bem como do Kung Fu Shaolin. Acredita-se ter sido construído por volta do ano de 477 dC.

Bodhidharma chegou a Shaolin vindo da Índia, meditou 9 anos numa caverna próxima do templo e transmitiu o Budismo Chan.

O complexo é Património Mundial da UNESCO.

gate at Shaolin Temple

Shaolin Temple 2013

shaolin temple

shaolin temple henan, china

Shaolin Temple

Shaolin Temple

Shaolin temple tallin

Sunrise @ Bodhidharma's cave

Shaolin - Bodhidharma's cave

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

Grutas de Mogao

Também conhecidas como as “Grutas dos Mil Budas”, foram escavadas no ano de 366 na encosta da Montanha Mingshashan e se estendem de norte a sul por quase 2 km.

São 735 grutas com mais de 45 000 metros quadrados de pinturas, o que as tornam o maior conjunto de arte budista do mundo. Estão situadas num ponto estratégico ao logo da Rota da Seda. São famosos pelas suas estátuas e pinturas, abrangendo cerca de 1000 anos de arte budista.

Os murais com temas budistas mostram narrações dos sutras e representações de budas e personagens mitológicas oriundas da Índia, Ásia Central e outras partes da China.

Consideradas pelos peritos como uma “Enciclopédia da Idade Média” (séculos IV a IX), são Património Mundial da UNESCO.

L1030628

Mogao Caves Temple

Dunhuang - Mogao-Caves

Dunhuang - Mogao

Chine Mogao

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Grutas de Yungang

Espalhadas por uma encosta com 1 km de extensão, as Grutas de Yungang são um conjunto de 53 grutas maiores e mais de 51 000 nichos, cada um com o mesmo número de estátuas de buda. A construção começou no ano de 460 e terminou em 494.

As Grutas de Yungang constituem o maior grupo de grutas preservadas na China, sendo por isso famosas tanto na China como em todo o mundo. São Património Mundial da UNESCO

Existem vários conjuntos de grutas incríveis na China, as grutas de Longmen, Mogao e Yungang são as mais reputadas.

Yungang Grottoes

caved buddhas

Yungang Grottoes

yungang grottoes datong

Yungang Caves

Yungang Grottoes

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

As 4 Montanhas Sagradas

Wǔtái Shān (Montanha de 5 Plataformas)

Wutai é o “local de residência” do Bodhisattva da sabedoria, Manjusri ou Wenshu.

É a montanha mais alta do norte da China, possui mais de 53 mosteiros sendo muitos deles dos mais importantes da China. É Património Mundial da UNESCO.

Temples in the Mount Wutai  五台山庙宇 IMG_0978.CR2-001

Wutai Shan

Monastery in Wutai Shan

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Éméi Shān (Montanha Alta e Sublíme)

O padroeiro bodhisattva de Emei é Samantabhadra, em chinês designada Puxian.

A montanha é também conhecida pela antiga prática de artes marciais nos seus mosteiros. Os mosteiros demonstram um estilo arquitetónico flexível que se adapta à paisagem. Um dos monumentos mais conhecidos é o Grande Buda de Leshan. As grandes maravilhas do Monte Éméi incluem o nascer do sol e o “Mar de Nuvens” visto da Cúpula de Ouro da montanha.

É Património Mundial da UNESCO.

Mount_Emei-65

Mount_Emei-90

Mount Emei, Chengdu, China

Sacred “island”

Dynamic

Mount_Emei-63

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Jǐuhuá Shān (Montanha das 9 Glórias)

Muitos dos templos e santuários na montanha são dedicados a Ksitigarbha (em chinês: Dìzàng, em japonês: Jizō), um bodhisattva e protector dos seres do reino dos Narakas (inferno).

Mount Jiuhua

IMG_0551

Mount Jiuhua

Mount Jiuhua

Mount Jiuhua

Descending into the fog

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Pǔtuó Shān (Monte Potalaka)

Esta montanha é considerada como o bodhimanda de Avalokitesvara (Guan Yin), bodhisattva da compaixão.

O monte encontra-se no Mar da China Oriental e incorpora a beleza da montanha e do mar. A sua área é de aproximadamente 12,5 km² e existem vários templos famosos.

Mount Putuo 普陀山

Mount Putuo 普陀山

Mount Putuo 普陀山

Mount Putuo 普陀山

Nanputuo Temple, Xiamen, China

Travel Alone No.2 Mount Putuo

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

O Grande Buda de Leshan

É a mais volumosa e mais alta estátua de pedra (em representação de Buda) do mundo. A construção foi iniciada no ano 713 e terminada em 803. É Património Mundial da UNESCO.

Giant Buddha in Leshan, China (1)

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

Buda do Templo da Primavera

É uma das 3 maiores estátuas do mundo.

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

.: Taiwan :.

Fo Guang Shan Buddha Museum

Fo Guang Shan Buddha Museum, anteriormente conhecido como Buddha Memorial Center, é um museu cultural, religioso e educacional da tradição Budista Mahayana, localizado em Kaohsiung, Taiwan. O museu é afiliado à Fo Guang Shan, uma das maiores organizações budistas de Taiwan. O museu supostamente abriga uma relíquia do dente de Buda.

Fo Guang Shan Buddha Museum

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Veja também:

.: Coreia do Sul :.

Templos das 3 Jóias

São os 3 principais templos budistas da Coréia, cada um representando uma das Três Jóias do budismo (Buda, Dharma e Sangha).

Tongdosa

Representa o Buda.

Contém vários pagodes que abrigam relíquias do Buda. É Património Mundial da UNESCO.

Tongdosa Temple

Tongdosa Temple

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Haeinsa

Representa o Dharma.

Possui mais de 80 000 blocos de madeira com as escrituras do Tripitaka esculpidas. É a maior colecção do género no mundo e está perfeitamente conservada. Estima-se que existam 81 340 blocos, que consistem de 52 382 960 caracteres chineses, organizados em mais de 1 496 títulos e 6 568 volumes. Se empilharmos esses blocos em apenas 1 pilha, teremos uma pilha de 3 000 metros de altura, se as colocarmos em linha no chão o comprimento será de 60 Kms.

É Tesouro Nacional da Coreia do Sul e Património Mundial da UNESCO.

해인사 Haeinsa

South Korea - Gaya Mountains - Haein Temple (Haeinsa) - Tripitaka Koreana - 65d

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

 Songgwangsa

Representa a Sangha.

Tem uma grande variedade de estelas e pagodes que contêm as cinzas de muitos monges.

Songgwangsa

Songgwangsa

songgwangsa

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Templo Bulguksa

O templo é Tesouro Nacional da Coreia do Sul e classificado pelo governo como local histórico e panorâmico nº1. É Património Mundial da UNESCO.

Bulguksa

Gyeongju city, Gyeongsangbuk province, South Korea.

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

.: Japão :.

Nara

Situada a cerca de 45 kms de Kyoto, Nara é considerada o berço do budismo no Japão. Possuí diversos templos budistas, conheça aqui 2 dos mais importantes.

Horyu-ji

O pagode do templo é amplamente reconhecido como um dos mais velhos edifícios de madeira existente no mundo. O governo japonês enumera várias das suas estruturas, esculturas e artefactos como tesouros nacionais. É Património Mundial da UNESCO.

Horyu-ji

Yumedono (Hall of Dreams) in Horyu-ji Temple

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Tōdai-ji

Abriga a maior estátua de bronze do mundo em representação do Buda Vairocana e até 1998 o templo foi a maior construção de madeira do planeta, e o mais impressionante, sem qualquer prego. É Património Mundial da UNESCO.

Tōdai-ji

Tōdai-ji

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Kyoto

É também conhecida como a Velha Capital e Cidade dos Samurais. Tem mais de 1600 templos Budistas e é uma das mais importantes cidades históricas do Japão. Aqui são apresentados alguns dos vastos sítios importantes da cidade.

Kiyomizu-dera

Está entre os templos mais impressionantes de Kyoto e faz parte dos monumentos históricos da antiga capital. O salão principal possui uma grande varanda, apoiada por pilares altos, que se projecta sobre a encosta e oferece uma vista impressionante da cidade. É Património Mundial da UNESCO.

Kinkaku-ji

Kiyomizu-dera

Kiyomizu-dera

Kiyomizu-dera

Kiyomizu-dera

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Kinkaku-ji

Literalmente significa “Templo do Pavilhão Dourado”. É um dos edifícios mais populares do Japão.

Kinkaku-ji

Kinkaku-ji

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Ryōan-ji

O seu nome signífica “O Templo do Dragão à Paz” é um templo Zen da escola Rinzai. O Jardim é considerado um dos melhores exemplos de “jardim de pedras” ou de “paisagem seca.” São utilizados para meditação e por isso também chamados de “Jardim Zen”. O templo e os seus jardins são Património Mundial da UNESCO.

Ryōan-ji

Ryōan-ji Rock Garden

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Kennin-ji

É o templo Zen mais antigo de Kyoto e um dos mais importantes, é conhecido por conter pinturas notáveis.

Kennin-ji Temple (建仁寺) in Autumn in Kyoto (京都) Japan

雲龍図

Kennin-ji

Kennin-Ji

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Chion-in

É a sede do Jōdo-shū (Terra Pura), o colossal portão principal (sanmon) é a maior estrutura sobrevivente deste tipo no Japão e um Tesouro Nacional.

Chion-in

Chion-in. Kyoto

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Nanzen-ji

Neste importante templo Zen, um aqueduto de tijolos construído durante a Era Meiji atravessa os terrenos do complexo.

Nanzen-ji

Nanzen-ji

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Ginkaku-ji (Jisho-ji)

É conhecido como Ginkaku-ji, que significa Templo do Pavilhão de Prata, mas oficialmente o seu nome é Jisho-ji, que quer dizer Templo da Misericórdia Brilhante.

Ginkaku-ji

Higashiyama Jisho-ji

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Hokan-ji

A imagem cénica do pagode Yasaka do Hokan-ji é bastante popular.

Yasaka Pagoda - Kyoto, Japan

Saiba mais: Google Maps – Localização.

Museu Ryukoku / Nishi Hongan-ji

O Museu Ryukoku situa-se em frente ao templo Nishi Hongan-ji, exibe uma grande variedade de artefactos culturais centrados em torno do budismo, levando em consideração o nascimento do budismo na Índia, a propagação do budismo na Ásia e o desenvolvimento do budismo no Japão. Através das diversas exposições, o museu aprofunda a compreensão pública da cultura budista, bem como o avanço da pesquisa académica e a comunicação das suas realizações para a sociedade.

O Museu faz parte da Universidade Ryukoku, que foi fundada para monges budistas do Nishi Hongan-ji e mais tarde se tornou numa universidade secularizada. Nishi Hongan-ji é o principal templo do budismo Jōdo Shinshū.

Ryukoku University Museum

Nishi Hongan-ji

Saiba mais: Site OficialGoogle Maps – Localização.

Caminho do Filósofo

É um caminho pedestre que segue um canal entre os templos Ginkaku-ji e Nanzen-ji. A rota é assim chamada porque Nishida Kitaro, um influente filósofo japonês do século 20 e professor universitário em Kyoto, percorria diariamente essa rota como uma forma de meditação. O percurso passa por uma série de templos e pode ser completada em cerca de 30 minutos.

Philosopher's walk

Beautiful sakura along the Philosopher's Walk in Kyoto

Philosopher's Walk

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Uji

Uji é uma cidade entre Kyoto e Nara com alguns templos históricos, tais como Byōdō-in, que é o mais conhecido, e Kōshō-ji, um importante templo Zen.

Templo Byōdō-in

Pertence à escola Jōdo-shū (Terra Pura) e Tendai-shū. É um Tesouro Nacional e Património Mundial da UNESCO.

[Kansai2014]

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Templo Kōshō-ji

Dogen Zenji, depois de ter retornado da China, fundou o Kosho-ji em 1233, o primeiro templo da Soto Zen em Fukakusa, ao sul da antiga capital de Kyoto. Durante a guerra medieval, o fogo destruiu o templo e muitas escrituras inestimáveis. Em 1648 foi reconstruido em Uji.

Actualmente é o 3º templo mais importante da Soto Zen. O mais importante é o Eihei-ji que fica em Fukui e o outro é o Sōji-ji que fica em Yokohama.

Kosho-ji 10

Saiba mais: Google Maps – Localização.

Veja também:

Kamakura

Kamakura é uma cidade pequena e um destino turístico muito popular. Por vezes chamada de Kyoto do Japão Oriental, Kamakura oferece numerosos templos e outros monumentos históricos.

Kōtoku-in

Neste templo encontramos uma monumental estátua de bronze ao ar livre do Buda Amida, é um dos ícones mais famosos do Japão. A estátua tem aproximadamente 13,35 metros de altura, incluindo a base e pesa aproximadamente 93 toneladas. É oca e os visitantes podem ver o interior. É também um Tesouro Nacional e Património Mundial da UNESCO.

Kōtoku-in

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Hōkoku-ji

Este templo é famoso pela sua floresta de bambu. É provavelmente a 2º floresta de bambu mais famosa do Japão, a mais conhecida fica em Kyoto. No Hōkoku-ji também é possível beber Matcha (chá verdade em pó tradicional do Japão).

Hōkoku-ji (報国寺)

Hōkoku-ji (報国寺)

Hōkoku-ji Temple (Bamboo Temple)

Hōkoku-ji (報国寺)

Hōkoku-ji (報国寺)

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Nachi Pagoda (Seiganto-ji)

Este pagode também é um dos maiores ícones do Japão. É um templo budista da escola Tendai e Património Mundial da UNESCO.

Nachi

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Monte Kōya

Monte Kōya é conhecido principalmente como a sede mundial da escola Kōyasan Shingon do budismo japonês, estabelecida em 819 pelo monge Kūkai. Em Kōya existem vários templos, monumentos, locais famosos e rotas de peregrinação. É também em Kōya que fica o maior cemitério do Japão, o Okunoin, nele existem mais de 200 ooo túmulos de monges. O Monte Kōya é Património Mundial da UNESCO.

IMG_1234

IMG_1265

Okunoin Stairway

20170412000916

Okunoin Cemetery

Three Jizos at Okunoin, Koyasan, Japan

Saiba mais: Wikipédia-engGoogle Maps – Localização.

Peregrinação de Shikoku

Existem vários rotas tradicionais de peregrinação no Japão, a peregrinação de Shikoku é uma das mais conhecidas.

A peregrinação percorre 88 templos associados ao monge budista Kūkai (Kōbō Daishi) na ilha de Shikoku. É tradicionalmente feita a pé, mas os peregrinos modernos usam carros, táxis, autocarros, motos ou bicicletas. A rota padrão é de aproximadamente 1 200 kms e pode levar de 30 a 60 dias para a percorrer. Além dos 88 templos “oficiais” da peregrinação, há mais de 20 bangai – templos não considerados oficias.

Shikoku-106

Saiba mais: Wikipédia-eng; Google Maps – Localização.

Veja também:


Anteriormente:


Veja também:


Créditos das fotos: Incorporadas a partir do Flickr e Google Maps, clique nas fotos para aceder ao perfil do autor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.