Mente e Psicologia

O poder do Diário Conscience

Você já pensou em escrever um diário? Pessoalmente eu nunca tive esse hábito e nem tenho muito essa inclinação, no entanto pode ser um bom complemento para a prática. O Rev. Grace Song escreveu um artigo * na revista budista Tricycle em que relata alguns dos benefícios de escrever um diário consciente.

Escrever um diário consciente não é exatamente o mesmo que escrever um diário comum e nem deve ser uma fuga da realidade. Escrever um diário consciente, segundo o Rev. Grace Song, é como uma lupa para examinar o estado mental exato, com honestidade e coragem. A situação deve ser escrita exatamente como aconteceu, como se fosse tirado uma fotografia. É preciso admitir certos apegos, preconceitos e falhas, ou seja, ter honestidade.

Um diário consciente ajuda a honrar os sentimentos e a considerá-los como grandes professores, permitindo avaliar as partes de nós que precisam de cura ou atenção especial. Ele ajuda também a desenvolver a capacidade de perceber pensamentos fugazes, emoções e atitudes de julgamento em relação a nós próprios e aos outros.

Um poderoso recurso é parar e identificar o gatilho de uma perturbação e os pensamentos ou emoções que surgem nesse momento, pois muitas vezes deixamos de reconhecer quando uma perturbação acontece, especialmente quando estamos no piloto automático. Um diário consciente nos ajuda a desenvolver a força para parar de reagir a situações que nos provocam; nos ajuda a cultivar o poder de parar o pensamento incessante e a criar espaço antes de responder.

Escrever um diário consciênte é como passar por cima de uma lomba e evitar que um possivel acidente aconteça. Fazer uma pausa dessa maneira nos ajuda a nos tornarmos observadores imparciais das nossas emoçoes e a reformular a situação. Nos permite agir de uma maneira que seja boa para nos mesmos e para os outros. Essa pausa tem o poder de alterar o curso subsequente dos eventos e nos levar a um caminho de menos sofrimento.

Quando os nossos hábitos e preconceitos não nos guiam mais, podemos abrir espaço para considerar uma situação a partir de vários ângulos e tomar decisões melhores e mais compassivas. O que estou sentindo no meu corpo? E se eu me colocasse no lugar da outra pessoa? Como a minha decisão vai nos afetar no futuro?

O diário consciente também oferece um momento concreto para refletir sobre os nossos erros e ajuda a definir a intenção de fazer melhor no futuro caso surja uma situação semelhante. Essa contemplação final e o estabelecimento de intenções são cruciais. Aprendemos o poder da autocompaixão, autoperdão e do perdão aos outros, e tomamos a decisão de fazer melhor da próxima vez. É a fase do diário que nos ajuda a admitir e a deixar de lado os erros anteriores, ao mesmo tempo em que estabelece metas para um futuro melhor. O diário consciente pode nos ensinar como cultivar as nossas mentes de forma a lidar com o que quer que surja no nosso caminho.

Veja também:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: