Budismo Geral Ensinamentos

Como desenvolver o olhar de Buda?

Um dos propósitos desde site é que nos inspire a desenvolver o nosso olhar budista, ou seja, a colocar os olhos de Buda, a ver e a agir no mundo como um Buda, ou o mais próximo disso.

Nós não somos perfeitos, não somos Budas, e talvez estejamos muito longe de o ser (eu estou muito muito longe). Mas o caminho budista é para nos irmos aproximando progressivamente, uns mais lentamente, outros mais rapidamente, até que consigamos alcançar, nesta ou noutra vida, o estado de Buda. Então, o que podemos implementar para desenvolvermos o nosso olhar budista? Seguem-se algumas dicas:

  1. Compreender as 4 Nobres Verdades e seguir o Nobre Caminho Óctuplo que é composto por:
    1. Sabedoria (pañña)
      • Entendimento Correto (samma ditthi)
      • Aspiração Correta [ou motivação/pensamento/intenção correta] (samma sankappa)
    2. Moralidade [ética, virtude ou conduta] (sila)
      • Linguagem Correta (samma vaca)
      • Ação Correta (samma kammanta)
      • Meio de Vida Correto (samma ajiva)
    3. Concentração [meditação] (samadhi)
      • Esforço Correto (samma vayama)
      • Atenção Plena Correta (samma sati)
      • Concentração Correta (samma samadhi)
  2. Ver o mundo sob a perspetiva das 3 marcas da existência (faz parte do entendimento correto):
    1. Impermanência (Anicca): Todos os fenómenos compostos são impermanentes, não há nada que dure para sempre, tudo muda;
    2. Insatisfatoriedade (Dukkha): A vida é cíclica, cheia de altos e baixos. O apego aos fenómenos impermanentes vai-nos trazer insatisfação. Dukkha representa todo o tipo de sofrimentos. Como todos os fenómenos são impermanentes, podemos verificar que tudo tem Dukkha ou potencial para Dukkha.
    3. Insubstancialidade ou não-eu (Anatta): Não existe dentro de nós um elemento isolando, sólido, independente, eterno. Nós somos interdependentes e interconectados, existimos na dependência de outros fenómenos. Todos os fenómenos são Anatta.
  3. Compreender os 3 venenos mentais e perceber como agimos com base neles:
    1. Ignorância;
    2. Ganância [ou apego, desejo, mente aquisitiva];
    3. Ira [ou raiva, aversão, má vontade].
  4. Compreender o Karma. Ações (karma) têm consequências (vipaka).
  5. Estar ciente do que se está a fazer a cada momento com as Palavras, Corpo e Mente. Refletir e ter em mente questões como estas:
    1. O que eu estou a fazer agora?
    2. Porque estou a fazer?
    3. O que estou a sentir?
    4. É útil ou inútil o que estou a fazer?
    5. É benéfico ou nocivo o que estou a fazer?
    6. Causa harmonia ou desarmonia?
    7. Como o Buda agiria nesta situação?
    8. O Buda faria o que eu estou a fazer?
    9. O que o Buda faria de diferente?
    10. O que posso aprender com esta situação?
  6. Tentar ver as coisas tal como são, sem projeções e “filtros”.
  7. Refletir sobre as 8 preocupações mundanas:
    1. Querer ganhar;
    2. Não querer perder;
    3. Querer ser reconhecido;
    4. Não querer ser ignorado;
    5. Querer ser elogiado;
    6. Não querer ser criticado;
    7. Querer prazer;
    8. Não querer dor.
  8. Desenvolver as paramitas (qualidades):
    1. Dāna: Generosidade, doação;
    2. Sīla: Virtude, moralidade, conduta apropriada;
    3. Nekkhamma: Capacidade de renúncia, desapego;
    4. Paññā: Sabedoria transcendente;
    5. Viriya: Energia, diligência, vigor, esforço, coragem;
    6. khanti: Resiliência, paciência, tolerância, aceitação, resistência, autodomínio;
    7. Sacca: Veracidade, honestidade;
    8. Addhitthāna: Determinação, resolução;
    9. Mettā: Bondade amorosa;
    10. Upekkhā: Equanimidade, serenidade.
  9. Desenvolver as 4 qualidades incomensuráveis:
    1. Metta: Bondade amorosa;
    2. Karuna: Compaixão;
    3. Mudita: Alegria empática;
    4. Upekkha: Equanimidade.
  10. Desenvolver os 7 fatores do despertar:
    1. Sati: Atenção Plena;
    2. Dhamma vicaya: Investigação dos fenómenos;
    3. Viriya: Energia, Esforço, perseverança, diligência;
    4. Pīti: Entusiasmo, prazer, alegria;
    5. Passaddhi: Serenidade, tranquilidade;
    6. Samādhi: Concentração;
    7. Upekkha: Equanimidade.
  11. Compreender as 5 sabedorias da tradição budista vajrayana:
    1. Sabedoria do Espelho;
    2. Sabedoria da Igualdade;
    3. Sabedoria Discriminativa;
    4. Sabedoria da Causalidade;
    5. Sabedoria de Darmata.
  12. Tentar ver além da dualidade.
  13. Praticar o budismo numa escola autêntica.

Para conhecer em maior detalhe os tópicos apresentados clique nos links.

– Olhar Budista > Recursos > Budismo: comece aqui! –

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: