Personalidades

Kazuki Yazawa: o monge olímpico

Kazuki Yazawa é um dos melhores canoístas do Japão e monge budista do histórico templo Zenkô-ji Daikanjin. O templo situa-se na cidade japonesa de Nagano e pertence à escola budista Tendai e à escola Jōdoshū (Terra Pura).

Yazawa tornou-se monge em 2013 e desde então divide o seu tempo entre as atividades no templo e os treinos de canoagem no rio Saigawa. Acorda ao nascer do Sol, veste o manto budista, e até às 3 da tarde dedica-se às atividades monásticas. A partir daí deixa o templo e dedica-se aos treinos.

Apesar da sua vocação espiritual, ele garante que não apela para a religião quando está treinando ou competindo. “Não faço nada particularmente religioso antes de competir. Mas acredito que se eu me esforçar o suficiente, Buda vai dar me um empurrão suave na água”, diz ele em tom de brincadeira.

Kazuki Yazawa compete em nível internacional desde 2006 e já participou em três jogos olímpicos, sendo que no Rio de Janeiro foi o seu primeiro como monge. Agora, nos jogos em Tóquio, será a sua quarta vez. Ele ficou em 18º lugar nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, 9º nos jogos de Londres em 2012 , e em 11º nos jogos do Rio de Janeiro em 2016. Antes das suas participações nos Jogos Olímpicos chegou a ficar em 1º lugar no Campeonato Asiático de Canoagem de 2008, ocorrido na cidade tailandesa Nakhon Nayok.

“Nunca tive a intenção de conciliar as duas coisas. Quando me tornei monge budista tinha decidido que essa seria a minha ocupação principal. A canoagem seria só nos tempos livres”, referiu. Só que em 2015, ao vencer uma competição internacional no Japão, ganhou também o passaporte para marcar presença no Rio de Janeiro, e assim, decidiu por mais uma participação. E devido a Tóquio sediar os Jogos Olímpicos que se iniciam daqui a uns dias (um ano mais tarde devido à pandemia), ele também decidiu participar nestes jogos. Em 2018 ele disse que: “Vai ser a minha única chance na vida de disputar uma Olimpíada no Japão. Mas é claro que é muito difícil vencer uma competição desse nível se você por acaso também é um monge” – diverte-se Yazawa. “Para conquistar uma medalha olímpica, é preciso colocar toda a sua energia ali. Caso contrário contrário é impossível.”

Yazawa diz que a serenidade do desporto o atrai: “Quando estou na água no meu caiaque, sinto-me seguro, sinto que posso ser realmente eu mesmo”, reflete. Ele também gosta de ser desafiado pela natureza: “A parte divertida é remar em fortes correntes, é como andar na montanha-russa da natureza.” Yazawa compara ainda a arte da caligrafia com a canoagem: “Se você fizer isso repetidamente, aos poucos se tornará parte de você”, diz ele. “Tudo depende do esforço que você faz.”

Referências: 1, 2, 3, 4.
Imagem de destaque meramente ilustrativa.

Atualização (30/07/2021): Kazuki Yazawa acabou por não participar nos Jogos Olímpicos deste ano.

Veja também:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: