Contos e Poemas

[Conto] O Monge e o Escorpião

Certa vez, um mestre e seu discípulo, ambos monges, praticavam seus exercícios respiratórios e meditativos à beira de um lago. E meio aos seus exercícios eles ouviram algo cair na água, e logo notaram que um escorpião havia se desprendido acidentalmente de um galho de uma árvore e agora se debatia na água, lutando pela própria vida.

Rapidamente, sem pensar muito, o mestre rapidamente se levantou da sua postura meditativa e foi socorrer o escorpião. No entanto, ao pegar o escorpião com a mão para salvá-lo da morte certa, acabou sendo picado e com a dor da picada derrubou novamente o escorpião na água. O mestre então pegou um galho e, com todo o cuidado, tirou o escorpião da água, colocando-o na margem do rio, num lugar seguro.

Vendo isso, o discípulo que tinha observado tudo, mas mal tinha se levando questionou o mestre: “Mestre, por que o senhor fez isso? Mesmo sabendo que o escorpião é um animal peçonhento, instintivo, e sua natureza é atacar.”

Então o mestre disse: “A natureza do escorpião é atacar, mas isso não muda a minha natureza, que é ajudar…”

 

Fonte: Histórias para a Sabedoria – Uma Ontologia de Koans, Contos, Lendas e Parábolas Orientais; Compilação e Edição de: Shén Lóng Fēng.

Veja também:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: