Ambiente e Natureza

Monges tailandeses vestem mantos feitos de garrafas de plástico reciclado

Monges integram a prática do Dharma com a consciência ambiental, reciclando garrafas de plástico para fazer mantos monásticos e outros itens.

O plástico tem trazido grandes benefícios para o ser humano mas também tem dado origem a vários problemas ambientais, tanto terrestes como marinhos. Por dia várias toneladas de plástico vão parar ao mar, contribuindo para a poluição e a morte de milhões de peixes e outros animais, por ficarem presos nos plásticos ou por os comem pensando ser comida. Também nós seres humanos atualmente até já respiramos plástico. As garrafas de plástico descartáveis são uma ameaça ambiental e a Tailândia está entre os maiores poluidores de plástico por não tratar adequadamente esses resíduos.

Visando alterar esse paradigma, os monges de Wat Chak Daeng, um templo budista na ilha artificial de Bang Kachao em Bangkok, Tailândia, vêm integrando a prática do Dharma com a consciência ambiental, reciclando garrafas de plástico para fazer mantos monásticos.

O Ven. Thipakorn, um dos monges que impulsiona esta iniciativa como forma de ser mais responsável com o meio ambiente, afirmou que: “Não há grande diferença entre os mantos. . . Eu mesmo visto um manto de plástico reciclado e são muito semelhantes aos tradicionais.” Em 2019 Thipakorn disse que até esse momento já fizeram cerca de 200 mantos.

O projeto é um exemplo da aplicação sustentável de tecnologia moderna, convertendo garrafas de plástico em tecidos vestíveis. Primeiramente, as garrafas de plástico descartadas são coletadas no complexo do templo. Depois de compactadas, elas são embaladas em fardos e enviadas para processamento, onde o plástico é lascado e derretido em tecidos, que são devolvidos ao templo. Voluntários no templo transformam os tecidos reciclados em mantos para os monges. 

Para produzir um conjunto de mantos são necessárias cerca de 30 garrafas de plástico de um litro e meio, cada um composto de 30 a 35 por cento de plástico reciclado, combinado com algodão e outros materiais.

Os monges de Wat Chak Daeng também estão usando lixo plástico para produzir móveis e também reaproveitam tampas e rótulos de garrafas para a confeção de cadeiras e outros itens. Dessa forma os monges ajudam a criar um ambiente de vida mais sustentável, dando exemplo à comunidade local da necessidade de combater o desperdício de plástico e o consumo excessivo.

Referência: Gulf News, News4Europe.
Crédito da imagem de destaque: EFE (Canal Youtube).

Veja também:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: