Meditação

Porque é difícil meditar regularmente? Porque o devemos fazer e como conseguir?

Ter o hábito de meditar regularmente não é fácil, requer esforço, persistência e uma visão que nos motive. Porque algo que parece tão simples é tão difícil? E para que “perder tempo” com isso? Ou será “ganhar tempo”? Se queremos meditar, como conseguir regularmente?


Diana Winston, no artigo How to Meditate Every Day – Even if You Would Rather Be Thrown into a Shark-Infested Ocean, publicado no Lions Roar, diz-nos, segundo ela, porque é tão difícil meditar, porque o devemos fazer, e como o conseguir. Seguem de seguida algumas das suas considerações, para maior detalhe consulte o link acima.

Porque é difícil meditar regularmente:

  1. É o oposto do que fomos culturalmente condicionados a fazer;
  2. Não se tornou um hábito e novos hábitos dão trabalho;
  3. Pode parecer entediante, comparado com a agitação da nossa vida;
  4. Há aparentemente muito mais coisas interessante e necessárias para fazer, como ver TV, ir ao ginásio, escrever poesia, etc;
  5. Porque os nossos cérebros estão feitos para serem estimulados, é preciso muito esforço para superar o nosso vício em estimulação;
  6. Porque às vezes estamos passando por emoções intensas que não queremos sentir. No entanto, este é o melhor momento para meditar, é quando mais precisamos.

Porque devemos meditar:

  1. Para nos libertarmos da velocidade incessante da nossa cultura;
  2. Faz bem. Estudos têm demonstrado que a meditação reduz o stress, estimula o sistema imunológico, cria uma sensação geral de bem-estar, etc;
  3. Pode ser bastante interessante. Podemos ter uma visão geral da nossa mente, coração e corpo. Ficamos a perceber a maneira como os nossos hábitos e padrões funcionam, o que nos motiva e o que nos importa;
  4. Pode nos ensinar novas habilidades, como equanimidade e compaixão;
  5. Ajuda a criar novos padrões neurais. A cultivar os estados mentais saudáveis ​​que surgem através da prática da meditação, como: calma, concentração, sabedoria, equanimidade e alegria. Mas tudo requer tempo, estudos mostram que são necessárias cerca de 50 horas para tocar gaita de forma decente, piano 450, violino 1200, natação de alta competição 5000 a 8000 horas. Quantas horas serão necessárias de meditação para ter algum sucesso?
  6. O que praticamos crescerá. A ansiedade cresce quando cultivamos isso. Se queremos cultivar uma mente calma e centrada precisamos de praticar;
  7. Acrescento mais este tópico que a autora do artigo original não referiu, mas que é o propósito principal do budismo: Para atingir o despertar!

Como conseguir meditar regularmente:

  1. Seja gentil consigo mesmo. Não alimente sentimentos negativos se ficar um dia ou uma semana sem meditar;
  2. Permita que se torne um hábito. Quando mais consistente melhor;
  3. Revise o dia e escolha um horário que faça sentido;
  4. Esteja disposto a ser flexível. Se medita de manhã e perdeu essa sessão, faça um passeio atento e silencioso no trabalho ou medite antes de dormir, mas não jogue a toalha ao chão porque a rotina foi alterada.
  5. Priorize. É preciso inserir no cérebro que a meditação é tão importante como lavar os dentes, tomar banho, ou seja o que for. Durante o dia perdemos muito tempo com coisas desnecessárias;
  6. Defina a intenção. Quais são as razões mais profundas para a prática?
  7. Escolha uma quantidade razoável de tempo. No inicio 1 hora talvez não seja uma boa ideia. Comece com 20 a 30 minutos, ou então simplesmente 5 minutos;
  8. Se tudo falhar, coloque-se na sua almofada de meditação e respire 3 vezes de forma consciente;
  9. Quando parece mesmo impossível, use o tempo destinado para algum tipo de apoio à prática espiritual, como ler um livro budista ou ouvir um áudio;
  10. Quando falhar, seja gentil consigo mesmo. É uma repetição, mas é fundamental para um prática regular;
  11. Acrescento mais esta dica que não foi referida no artigo original: Remova o maior número de barreiras possíveis. Por exemplo, tenha um local de meditação habitual e mantenha-o, dentro do possível, pronto a ser utilizado. Se você quanto vai meditar ainda tem de ir retirar a almofada de algum armário, colocar uma esteira ou um zabuton, etc, tudo isso são obstáculo para uma mente que não tem o hábito de meditar.

De referir que apesar da meditação ser amplamente recomendada e uma ferramenta muito importante dentro do budismo, não é algo absolutamente essencial na totalidade das escolas budistas, e principalmente para os praticantes leigos. No Oriente, uma grande maioria dos budistas leigos não são meditadores. No Ocidente os budistas leigos normalmente se interessam por algo muito mais prático, e por isso existe um maior interesse.

Veja também:

Um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: