Ilusão

A Realidade Ilusória | Dokushô Villalba

Publicado em Atualizado em

“O erro que todos cometemos é considerar que o nosso ponto de vista estreito, pequeno, insignificante é a realidade universal, é a Verdade! Em vez de reconhecermos que é uma pequeníssima percepção de algo tão vasto, enorme e misterioso, que é a existência.” – Dokushô Villalba

Budismo, Realidade Ilusória

O texto que se segue é uma transcrição quase integral da palestra de Dokushô Villalba, intitulada de Maya, la Realidad Ilusoria. Confira no final do post o vídeo do Youtube com a palestra integral.

Maya é uma palavra da língua sânscrita e significa ilusão. É utilizada para nos referirmos à natureza ilusória da realidade.

Esta realidade é ilusória, mas não significa que exista outra realidade que não seja. Tudo o que possamos perceber com os sentidos, tudo o que possamos pensar, categorizar é Maya, é ilusório. Porquê? Porque os nossos orgãos sensoriais são condicionados e limitados. Por exemplo, nós não vemos os ultravioletas nem infravermelhos, vemos apenas uma parte muito pequena do espectro eletromagnético. Vemos apenas uma pequena parte da realidade, e ao tomarmos a realidade como tal, então caímos numa ilusão.

É a mesma ilusão que experimentavam os personagens do Leia o resto deste artigo »

Anúncios

A Realidade da Realidade | Tsering Paldron

Publicado em Atualizado em

“Ao trabalharmos sobre as ideias que temos sobre as coisas, modificamos completamente a nossa experiência do mundo e a nossa realidade.” – Tsering Paldron

Budismo e Realidade

O texto que se segue é a transcrição de 2 vídeos de uma palestra de Tsering Paldron. Confira no final do post os vídeos originais.

O mundo que nós vemos, que cada um de nós experiencia, não é o mundo como ele é. É o nosso mundo; e esse nosso mundo é feito de ideias, de pensamentos, de conceitos, etc.

Já tiveram se calhar aquela experiência, ou já ouviram uma partida que se faz às vezes às pessoas quando alguém não gosta por exemplo de carne de coelho e dão-lhe para comer dizendo que é outra coisa e a pessoa come e delicia-se. Depois dizemos “olha acabaste de comer carne de coelho” e a pessoa automaticamente diz logo “ai que porcaria!”

Imaginem, eu por exemplo dou a provar a alguém uma série de petiscos e peço à pessoa para dizer qual Leia o resto deste artigo »

Aparência e Realidade | Dalai Lama

Publicado em Atualizado em

“Se as coisas aparecem como algo lindo, então como consideramos isso como algo existindo objetivamente, independentemente, sentimos apego. Quando as coisas aparecem como algo negativo, também objetivamente, ou seja que o negativo está ali, desenvolvemos raiva, ódio e todas essas coisas.” – Dalai Lama

Budismo, Aparência e Realidade

O texto que se segue é a transcrição de uma palestra do Dalai Lama. Confira no final do post o vídeo do Youtube com a palestra original.

Todas as coisas externas, assim como as nossas experiências internas, tudo aparece como se existissem por si mesmas. Nunca nos aparecem como uma simples designação, as coisas aparecem como algo que existe independentemente. Essas são as aparências. Se essas experiências são verdadeiras, a realidade de que existem independentemente, então devemos investigar,  Leia o resto deste artigo »