Festival Budista estabelece recorde mundial com um cântico global para a paz

Publicado em Atualizado em

Olharbudista-news-noticias_Monges de várias escolas lideraram um canto global no primeiro Festival do Património Budista de Amaravati.

O primeiro Festival do Património Budista de Amaravati foi realizado no estado indiano do sudeste de Andhra Pradesh, de 3 a 5 de Fevereiro. A cerimónia de abertura começou com um canto colectivo para a paz mundial e harmonia por mais de mil monges representando as escolas Theravada, Mahayana e Vajrayana, com mais de 45 mil pessoas de todo o mundo participando pela Internet, estabelecendo assim um recorde mundial para o maior cântico global.

Mais de 4 milhões de pessoas seguiram online o evento de três dias e milhares de visitantes participaram pessoalmente para experimentarem uma ampla variedade da cultura budista, culinária e artesanato.

O festival, organizado pela Autoridade de Turismo de Andhra Pradesh, apresentou palestras espirituais, meditações orientadas, exposições, alimentos, passeios patrimoniais, discussões e performances culturais, incluindo uma performance de bansuri  (flauta de bambu) pelo flautista internacionalmente aclamado Pandit Hariprasad Chaurasia, um recital do Sutra do Coração, a recitação de famosas escrituras budistas por estudantes da Escola Maitreya em Bodh Gaya, uma dança Cham realizada por monges budistas e performances de artistas clássicos de toda a Índia.

O ministro da irrigação, Devineni Umamaheswara Rao, do governo estadual, que participou do evento, observou que o festival tornou-se a plataforma perfeita para uma oração global pela paz e que hospedar o evento foi um momento de orgulho para Andhra Pradesh. Ele descreveu como o budismo floresceu em Andhra Pradesh, e que muitos dos grandes filósofos budistas, como Acariya Nagarjuna (150-250 CE), que contribuiu grandemente para o budismo em todo o mundo, tiveram vínculos com a região.

“Global Shanti não é apenas um festival, mas um movimento global em direcção aos princípios budistas da paz e da fraternidade universal”, afirmou Devineni Umamaheswara Rao.

Amaravati é um local budista na margem sul do rio Krishna, foi um centro budista de renome do século II aC até ao século III dC. O local histórico é o lar da Stupa Amaravati, agora em ruínas, que foi construída durante o reinado do imperador indiano Ashoka.

Com o objectivo de aumentar o turismo na região, o governo do estado pretende estabelecer uma “Avenida para Mosteiros” em Amaravati, onde diferentes ordens budistas podem construir mosteiros e templos, tornando a cidade um centro internacional semelhante a Bodh Gaya.

Via Buddhistdoor

Veja também:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.