Budismo Geral Ensinamentos Theravada Trechos

Que Leis governam a vida e o universo?

"karma, ação, escolhas pessoais formam apenas uma pequena proporção de toda a matriz."

Tradução do Capítulo 3 do livro “Who Is Pulling The Strings?”, de Ajahn Amaro.

O modelo que o Buda descreveu a Moḷiya Sīvaka foi formalizado e expandido e é agora conhecido como “Os Cinco Niyāmas” ou “Leis da Natureza”. Pode ser útil descrever essas cinco leis, pois, neste momento presente, o ensinamento do Buda sugere que estamos experimentando os efeitos de todas essas cinco leis diferentes da natureza, que estão operando simultaneamente.

[1. Lei do clima e outros eventos físicos (utu-niyāma)]

A primeira delas é chamada de utu-niyāma. Utu significa literalmente “clima” ou “temperatura, estações e outros eventos físicos”, então utu-niyāma significa as leis da física e da química. Quando falamos sobre o que experimentamos, nem sempre levamos em consideração ou apreciamos o facto de termos um corpo físico, que esse é um universo físico. Nós experimentamos os resultados da maneira como a matéria funciona, as configurações do mundo material e como as leis físicas operam.

[2. Lei da biologia (bija-niyāma)]

A segunda lei é bija-niyāma ou as leis da biologia. Bija significa literalmente “semente”, então, como seres humanos, estamos sujeitos às leis da biologia, da genética. Nós temos um corpo humano. Precisamos respirar. Nós precisamos comer. Nós existimos como parte de um grupo social. Nós somos da subespécie homo sapiens. Somos uma espécie particular de criatura que vive neste planeta em particular, com corpos físicos e padrões e formas sociais particulares, somos os descendentes do universo biológico.

Nós respiramos ar, somos aeróbicos. Podemos pensar que esses aspectos da nossa vida são comuns, não dignos de nota, mas uma grande parte de quem e do que somos é determinada por utu-niyāma e bija-niyāma, pelas leis da física, química e biologia.

O que vivenciamos no decorrer de um dia está muito relacionado com essas leis, mas elas podem parecer banais e nós não costumamos usá-las para julgar ou distinguir umas das outras. Nós todos respiramos. Não há quem não faça. Ninguém decide começar o Ano Novo desistindo de respirar ou desistindo da gravidade. Estamos todos sujeitos à lei da gravidade: existe o planeta, existe um corpo e entre eles está a força que chamamos de gravidade. São coisas que experimentamos o tempo todo. Eu posso sentir o peso do meu corpo nesta cadeira enquanto digito, então eu sei que a força da gravidade está operando. Estamos respirando o tempo todo. Se algum de nós parasse de respirar por cinco minutos, estaria morto.

Estes são aspectos muito significativos e centrais da nossa vida, que todos nós experimentamos da mesma forma, durante todo o dia, todos os dias. Eles não são novidade. Não faz manchete dos jornais que toda a gente continua respirando. O que faz as manchetes é que fulano tem sido eleito, que fulano foi morto, que fulano nasceu, que beltrano ganhou um prémio, que sicrano causou um escândalo.

[3. Lei da ação-resultado (kamma-niyāma)]

São as ações individuais que tomamos que chamam a nossa atenção. Então a terceira das leis é kamma-niyāma; a lei da ação e o seu resultado, ou a lei do modo como as escolhas pessoais funcionam e os efeitos que essas escolhas têm.  Kamma-niyāma refere-se às leis que governam o modo como os efeitos tomam forma como resultado das escolhas pessoais que fazemos. Como tendemos a dar crédito a esta terceira lei por causar todas as coisas que experienciamos na nossa vida, ela recebe muito mais atenção do que as duas primeiras, mas também acho importante compreender que as nossas ações e as leis de causa e efeito que se relacionam com  as nossas ações e as nossas escolhas, são relevantes somente dentro do contexto mais amplo de toda a ordem natural, dentro do utu-niyāma e bija-niyāma – física, química, biologia e as consequentes leis da evolução.

[4. Lei da psicologia (citta-niyāma)]

A quarta dessas leis é chamada de citta-niyāma ou as leis da psicologia: como a mente funciona, como pensamos, como funciona a memória; como um momento de pensamento toma forma, a velocidade do pensamento, o modo como as emoções funcionam, em resumo as leis da atividade mental e o todo do reino psicológico. Essas leis do reino mental funcionam da mesma maneira que as leis da física, química e biologia, e todas essas leis se inter-relacionam umas com as outras. Sentimos, pensamos, lembramos e planeamos de certas maneiras e de acordo com certos padrões, porque isso é parte do sistema natural. É assim que as mentes funcionam.

[5. Lei fundamental da realidade (dhamma-niyāma)]

A quinta lei é a ampla e abrangente dhamma-niyāma, a lei fundamental da realidade, abrangendo todo o espectro físico e mental e além do que é descritível – a relação entre a realidade condicionada e a realidade incondicionada. Significa as leis de como os reinos da forma, tempo, espaço e mente operam – incluindo o incondicionado, o não-nascido, o não-originado, o incriado, o atemporal e sem forma – as leis amplas e abrangentes da realidade no seu nível mais fundamental. Dhamma-niyāma é como tudo isso integra e sustenta a realidade do modo como as coisas são.

Em qualquer momento, todas estas cinco leis estão operando simultaneamente, por isso o que experimentamos agora não é apenas o resultado de ações pessoais. Escolher ouvir uma palestra do Dhamma ou ler um ensinamento leva você a experimentar um efeito devido a esse karma específico, dessa escolha, mas também é o resultado do próprio facto de ouvir ou ver. A mente tomando esse som ou visão, e interpretando-o e dando-lhe significado, é citta-niyāma. E a necessidade de respirar, a sensação do peso do corpo na cadeira, estão relacionadas às leis da física, química e biologia. Todas elas contribuem para o que sentimos num momento; a qualquer momento, todos esses elementos estão operando juntos.

Então, quando estamos considerando quem está puxando as cordas, a resposta budista seria: “pergunta errada”. “Quem?” É a pergunta errada. Não é uma questão de quem, mas sim de entender como essas diferentes forças, essas diferentes leis que contribuem para a nossa experiência, operam e funcionam em relação umas às outras. Além disso, é uma questão de reconhecer que karma, ação, escolhas pessoais formam apenas uma pequena proporção de toda a matriz. Mas elas são as que chamam a nossa atenção, porque são as mais variadas ou imprevisíveis, e porque amamos personalizar as coisas e é isso que vende os tablóides.

Veja também:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.