Zen/Chan

[Conto] Jardim Zen: A Beleza Natural

Publicado em Atualizado em

Um jovem monge era o responsável pelo jardim zen de um famoso templo zen. Ele tinha conseguido o trabalho porque amava as flores, arbustos e árvores. Próximo ao templo havia um outro templo menor onde vivia apenas um velho mestre zen.

Um dia, quando o monge estava esperando a visita de importantes convidados, ele Leia o resto deste artigo »

Anúncios

[Conto] Baso e a Meditação

Publicado em Atualizado em

Quando jovem, Mazu Daoyi (Baso Dōitsu, em japonês) praticava incessantemente a Meditação. Certa ocasião, seu mestre Nányuè Huáiràng (Nangaku, em japonês) aproximou-se dele e perguntou-lhe: “Porque praticas tanta Meditação?”

“Para me tornar um Buddha.”

O mestre tomou de uma telha e começou a esfregá-la com uma pedra. Com toda aquela barulheira, um tanto intrigado, Baso perguntou: “O que fazes com essa telha?”

“Pretendo transformá-la num espelho.”

“Mas por mais que a esfregueis, ela jamais se transformará num espelho!” será sempre uma pedra.

“O mesmo posso dizer de ti. Por mais que pratiques Meditação, não te tornarás Buddha.”

“Então o que fazer?” Leia o resto deste artigo »

O Sermão da Flor do Buda

Publicado em Atualizado em

“Um bom professor é melhor que a maioria dos livros sagrados. Os livros contêm palavras e o Ch’an não pode ser transmitido por meras palavras” – Hsü Yun

Trecho do livro “Nuvem Vazia: Os Ensinamentos Zen” de Hsü Yun (Cap. IV). Edições Nalanda.

Um bom professor é melhor que a maioria dos livros sagrados. Os livros contêm palavras e o Ch’an não pode ser transmitido por meras palavras. Suponho que você irá pensar: “Bem, se este velho homem diz que as palavras são inúteis, por que ele fala tanto?” A religião tem muitos mistérios, e talvez o maior mistério de todos é: Porque os professores dizem que as palavras nunca são suficientes e, então, falam e falam até que os ouvidos de seus estudantes se transformem em pedras?

Buddha, certa vez, estava perto de um lago no monte Grdhrakūta e se preparava para proferir um sermão para seus discípulos que lá estavam, esperando para ouvi-lo. Enquanto o Bem-Aventurado esperava seus estudantes se assentarem, ele percebeu um Leia o resto deste artigo »

[Conto] Bonecas

Publicado em

Eis aqui a história do monge ch’an Hotan:

Hotan ouvia as preleções de um mestre. Na estreia das palestras, a assistência foi numerosa, mas, a pouco e pouco, nos dias seguinte, a sala se esvaziou; até que, um dia, Hotan ficou só na sala com o mestre. E este lhe disse: “Não posso fazer uma conferência só para ti; de mais a mais, estou cansado.”

Hotan prometeu voltar no outro dia com muita gente. Nesse dia, porém, voltou só. Não obstante, disse ao mestre: Leia o resto deste artigo »

Sutra do Coração | Canções, recitações e palestras

Vídeo Publicado em Atualizado em

O Sutra do Coração é um dos mais importantes e conhecidos sutras do budismo mahāyāna. É reverenciado por muitos budistas como uma explicação perfeita da natureza da realidade. “Forma é vazio, vazio é forma” é a expressão mais conhecida do sutra (para compreender essa afirmação, explore os artigos linkados no final deste post). O Sutra é notável pela sua brevidade, concisão e claridade. Tem esse nome por ser considerado representativo dos ensinamentos básicos dos Sutras da Sabedoria Perfeita (Prajnaparamita), que são muito mais longos.

Confira neste post: O sutra cantado por diferentes artistas – Concerto de banda japonesa (com um sacerdote Zen) – Mantra do sutra – Recitações – Palestras sobre o sutra – Tradução.

Sutra do Coração cantado

por Imee Ooi

Leia o resto deste artigo »